Publicidade - OTZAds

Neste domingo, no Dia do Exército, Bolsonaro discursou para manifestantes que participaram de um protesto em Brasília que, entre outras bandeiras, defendia medidas ilegais, como a intervenção militar, fim do STF e fim do isolamento social.

Muitas autoridades de diferentes lugares do Brasil manifestaram sua indignação, pois até aonde se sabe, não existe uma cura definitiva para o novo coronavírus, portanto, o isolamento social deve ser seguido.

Mas o presidente insiste na ideia de o novo coronavírus não é tão perigoso como se pensa, mesmo muitas pessoas morrendo ao longo desses dias, ainda sim, todas as mortes ocorridas, não são objeto de preocupação para ele e sua equipe, mas o que fazer?

Bolsonaro discursa para manifestantes em Brasilia contrariando isolamento

A manifestação pró-Bolsonaro está causando polêmica

O discurso dado logo mais cedo por Bolsonaro, aconteceu em frente ao Quartel General do Exército na cidade de Brasília. O “chefe” de estado brasileiro falou para dezenas de simpatizantes que se aglomeravam do lado de fora do QG, o que contraria orientação da Organização Mundia da Saúde (OMS) e que faz parte dos esforços de combate à covid19.

Sobre o que as pessoas estavam protestando?

Conforme pode-se ver: entre as faixas e cartazes exibidos pelos manifestantes, havia ao menos uma que defendia “intervenção militar já com Bolsonaro.” “Fim do isolamento”

Afinal, o que Bolsonaro disse em protesto?

“Todos no Brasil tem que entender que estão submissos à vontade do povo brasileiro. Tenho certeza, todos nós juramos um dia dar a vida pela pátria. E vamos fazer o que for possível para mudar o destino do Brasil. Chega da velha política.”

Por fim,  Bolsonaro também afirmou, ainda em seu discurso, que os manifestantes pode contar com ele “para fazer tudo aquilo que for necessário para que nós possamos manter a nossa democracia e garantir aquilo que há de mais sagrado entre nós, que é a nossa liberdade.

Enfim, gostou? Então fique ligado em nosso portal!