Sobre o hospital de campanha, prefeitura de Belo Horizonte disse terem recebido proposta indecorosa do Secretário de Infraestrutura e Mobilidade do Estado.

Publicidade - OTZAds

Na última segunda-feira (6), a Prefeitura de Belo Horizonte anunciou que não irá mais utilizar a Esplanada do Mineirão como hospital de campanha. A decisão foi anunciada pelo prefeito Alexandre Kalil, em entrevista coletiva na sede do executivo municipal.

De acordo com o prefeito, o espaço foi oferecido pela concessionária que administra o estádio e a montagem do hospital já estava acertada com o governador Romeu Zema, uma vez que o  Mineirão pertence ao Estado. Mas, de acordo com Kalil, uma  mudança de última hora não possibilitou.

Prefeitura de BH não montará hospital de campanha no Mineirão 08-04-2020

“O governo do Estado não cedeu a esplanada para a Prefeitura de Belo Horizonte. Infelizmente, disseram, apesar de eu já ter combinado pessoalmente com o governador, mas depois, veio um secretário, Marco Aurélio Barcelos. Fez uma proposta imoral, indecorosa e politiqueira para ceder o espaço (sic).” disse Kalil.

Segundo o prefeito, os novos hospitais de campanha serão montados na Santa Casa, no Hospital São Francisco e no Hospital São José.

Em nota, a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade) informou que já havia disponibilizado para o Executivo municipal os materiais para a montagem de um hospital de campanha, mas os equipamentos são de uma empresa privada contratada pelo governo. Com isso os dois órgãos necessitariam atuar em conjunto.

A pasta também apontou que o estádio está à disposição da Prefeitura de Belo Horizonte, como forma de enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Na íntegra a nota da Seinfra:

“A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) reforça que todas as medidas destinadas ao combate do Coronavírus e seus efeitos são importantes e merecem o total apoio das autoridades e da sociedade civil organizada. Sob esse contexto, esclarece que já na semana anterior havia sido disponibilizada, para a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, a cessão do Estádio do Mineirão para a montagem de um hospital de campanha, sem qualquer custo.

Mas, por se tratar de um equipamento administrado por empresa privada, contratada pelo Estado de Minas Gerais. Informou-se que seria necessária a atuação conjunta de ambos os entes para a realização do empreendimento.  Tendo sido a Secretaria Municipal de Saúde comunicada de que as equipes da Seinfra estavam de prontidão. Para dar andamento a todas as medidas jurídicas e operacionais necessárias.

A Secretaria reitera que o Mineirão continua à disposição da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte para a implementação de ações orientadas ao enfrentamento do COVID-19. Ressalta, por fim, que a oportunidade de atuar em conjunto com as autoridades municipais neste momento de crise independe de preferências ou de qualquer contexto eleitoral.”

Para mais informações, acesse.