Publicidade - OTZAds

O novo coronavírus afetando a população, e  alguns brasileiros estão longe de acreditarem no perigo do contato, da proliferação do vírus. Assim sendo o governo tem criado leis de fechamento de comércios e fiscais nos estados como no Ceará .

Em Juazeiro do Norte, idosos teimam em sentar nas calçadas para a rotineira conversa, sendo estes os mais propícios a contaminação em forte agravamento. Por exemplo alguns moradores na cidade caririense, continuam a rotina se caso piorar ficam em casa.

No Ceará As Pessoas Ainda Não Respeitam O Isolamento Social Na Prevenção Convid-19 04 de abril de 2020

Ainda assim a capital do Ceara está sendo onde o isolamento social, se percebe que de modo geral , nos estados o isolamento está acontecendo nas capitais e cidades com mais habitantes. Ainda assim cidadezinhas do interior ainda se ver muitas pessoas andando pelas ruas, somente os bancos, comércios continuam geral no isolamento.

Contudo os casos de contaminados estão entre 20 casos confirmados, nas cidades interioranas como:

  • Sobral: 5 casos;
  • Quixadá: 2 casos;
  • Icó: 2 casos;
  • Tianguá: 1 caso;
  • Itapipoca: 1 caso;
  • Itapajé: 1 caso;
  • Itaporanga: 1 caso;
  • Canindé: 1 caso;
  • Juazeiro: 1 caso;
  • Jaguaribe:1 caso;
  • Mauriti: 1 caso;
  • Beberibe: 1 caso;
  • Farias Brito: 1 caso;
  • Fortim: 1 caso;
  • Santa Quitéria: 1 caso.

Assim sendo, com os moradores de cidades de interior despreocupados com a contaminação do vírus,  já existe mortes causadas pelo coronavírus, nas cidades de Jaguaribe, Santa Quitéria e Tianguá.

Rotina aglomeração no Ceará

O mercado público no bairro de Pirajá, na cidade de Juazeiro, continuava funcionando normalmente, ontem dia (3), embora o estado decretou proibido as feiras. Com funcionamento, as bancas atraem os compradores e o espaço nos corredores são estreito.

Portanto para alguns feirantes, não tem como fechar as feiras, sendo suas fontes de rendas diretamente das vendas de frutas e verduras, como fariam para sobreviver sem renda.

Em suma os locais onde as pessoas tem se aglomerados, estão nas agências bancaria, muitas pessoas precisam pagar contas . Nas filas e em vários locais nos bancos as pessoas não respeitam o distanciamento. O distanciamento de 1,5 metro são necessários e o uso de máscaras.