Estabelecimentos estão fechando seus negócios e demitindo funcionários no Rio de Janeiro. No estado, já são 109 casos de infecção por coronavírus.

Publicidade - OTZAds

Na última sexta-feira (20), no estado do Rio em Ipanema, uma premiada sorveteria, Vero, encerrou o seu funcionamento. A loja sofreu os efeitos econômicos por conta do coronavírus.

O italiano Andrea Panzacchi, dono da loja, fechou as portas e precisou dispensar os 15 funcionários de seu empreendimento. O estabelecimento estava se preparando para o aniversário de dez anos na cidade em dezembro.  No Rio já são 109 casos confirmados de infecção pelo vírus.

Por conta do coronavírus, estabelecimentos estão fechando seus negócios

“Acho que havia aquela ilusão de que não chegasse até aqui. Mas eu tenho parentes na Itália e estava vendo uma situação muito mais séria. Comecei a me preocupar bem antes da última semana e a sentir que seria grave e que pela saúde das pessoas, das que trabalham comigo e das outras, teria que fechar”, contou Andrea emocionado.

Andrea fez um acordo com seus funcionários, alguns que estavam na loja desde seu início. E pretende para o futuro, reabrir a sorveteria, quando a pandemia passar. Pensa que talvez a loja possa migrar para um lugar mais barato. Atualmente paga R$30 mil de na Visconde de Pirajá. “Talvez esse seja o momento para se reinventar”, disse ele.

Equipe demitida em restaurante

No Centro do Rio, a funcionária Carolina Silva, do restaurante a quilo Bocca Bocca, reparou desde a última semana, uma queda significativa no movimento.

“Atendemos muitos funcionários da Petrobrás, mas como estavam todos trabalhando de casa, ficou vazio. O movimento caiu muito. Na segunda-feira (16), eu cheguei às 7h para trabalhar até 16h. Quando deu 15h40, o chefe nos chamou pra reunião e disse que eu e mais duas pessoas seríamos demitidas. No dia seguinte, foram mais 12. Todos os funcionários”, disse ela.

Moradora do Morro do Mandela, Carolina, de 27 anos, também é bar girl e tem o costume de trabalhar em eventos. “Todos foram cancelados. Todos os meus amigos que fazem evento também estão bem preocupados. Muito difícil essa situação”, lamentou Carolina.