Amazonas: Auxílio estadual, como nós já sabemos, a pandemia veio agravando a situação de todas as pessoas que já viviam em baixa renda.

Nesse sentido, os anos de 2020 e 2021 foram marcados por deixar essas pessoas em uma situação ainda pior.

Sendo preciso de muita ajuda nesse momento tão delicado.
Pois as finanças dessas pessoas ainda não voltaram ao “normal” até os dias de hoje.

Continua apos a publicidades

Sendo assim, muitas não conseguiram mais vender seus produtos.
Ou então, como muitas outras, ficaram desempregadas.

Então, vendo essa triste situação o Governo do Estado do Amazonas tomou uma iniciativa.
Um Novo Auxílio!

Que vem para ajudar essas pessoas a terem mais qualidade de vida.

Tudo isso veio por meio de um suporte financeiro.

Sendo assim, esses auxílios são pagamentos mensais para as pessoas já inscritas.
Dando um certo apoio para pessoas que se encontram em estado de mais fragilidade.

Porem, para receber há algumas regras.
Depois do cadastro feito.
É preciso aguardar o processo de aprovação do governo.

Como funciona o Auxílio Estadual?

Depois da grande crise econômica que não só o Brasil , mas o mundo todo enfrentou.
Agora que ela esta sendo mais controlada em relação a saúde.

Mas ainda sofremos muito com os efeitos que ficaram desde então.

Continua apos a publicidades

Sendo assim, ainda vemos milhões de famílias em maior necessidade.
Vivendo de forma perigosa.
E sobrevivendo sempre do básico.

Amazonas: Auxílio estadual- Entenda como funciona.
Amazonas: Auxílio estadual- Entenda como funciona.

Com isso, o Governo Federal criou o Auxilio Emergencial.

Mas, como sabemos, só isso não foi o suficiente.

Com isso, muitos governos estaduais decidiram criar seus auxílios.
Tendo em vista as famílias com mais necessidades na população local.

Auxílio

Anunciado em 2021, essa ajuda começou a ser paga em parcelas de R$150,00, pelo governo do Amazonas.

Esse primeiro pagamento foi em novembro do mesmo ano.

Com isso, foram mais de 158 mil famílias em Manaus.
E 142 mil nas demais cidades do interior.

A ideia já era deixar o auxilio permanente.
Pois foi criado para isso mesmo.

Garantir alimentação e proteção aos cidadãos locais.

Continua apos a publicidades

Quem tem direito?

Precisa estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal.
Para isso, o favorecido precisa ser um responsável da família com mais de 18 anos.

A renda per capta não pode passar que meio salário mínimo.

Um detalhe a ser citado.

É que as famílias que tem pessoas com deficiência.
Mulheres ou idosos como responsáveis terão a total prioridade.

O número de dependentes conta na decisão de receber ou não o auxílio.

As famílias recebem essa ajuda por meio de um cartão da Caixa Econômica Federal.
Distribuído logo após a inscrição.


Leia também:

Aplicativo que simula raio-x móvel

Restituição do IR: entenda como funciona



O favorecido, precisa usar esse valor na compra de itens de higiene pessoal.
Alimentação e o que mais a família mais precisar.

Desde que sejam comprados em lugares certificados no governo do estado do Amazonas.
Por fim, já as pessoas que tiverem carros em seu nome.

Ou registros em folha de pagamento, não poderão se eleger.

Acesse o site e faça seu a cadastro.

Obrigada por seguir Digital.seguro.
E até a próxima!