Publicidade - OTZAds

Empreendedoras por paixão, as amigas Rayka e Ingrid montaram uma loja colaborativa para ajudar pequenos empreendedores a fomentarem seus negócios e terem renda própria.

Ingrid Barbosa de Mendonça, de 25 anos, é uma das donas da loja colaborativa Maurício Brasil/Rede Amazônica Acre . Assim a paixão por empreender e ajudar o próximo fez com que as amigas e empresárias Raryka Souza Lima, de 26 anos, e Ingrid Barbosa de Mendonça, de 25 anos, montassem a primeira loja virtual e física colaborativa do Acre, a “Universo 68”.

Amigas Montam 1ª Loja Colaborativa Do AC Com Empreendedores De Marcas Autorais E Produtos Regionais 12 de março de 2020

Empreendedoras

Nesse tipo de loja, várias pessoas se juntam e expõem seus produtos no mesmo lugar. As empreendedoras, que já são donas de duas lojas, Raryka, que vende roupas diferenciadas e modernas e Ingrid, que vende plantas ornamentais. Embora com marcas exclusivas e de produção própria. Dizem que o propósito do projeto foi o de unir forças e ajudar mulheres e homens a tocarem seus negócios. Assim conseguirem se inserir no mercado de trabalho para consolidar suas marcas.

Raryka, que é formada em gestão pública, cursa jornalismo e design de moda, conta que tudo começou quando ela participou do projeto de uma empresa, júnior e se apaixonou pelo segmento colaborativo.

A partir daí, em 2016, ela e outra amiga resolveram se aventurar e montaram uma loja virtual de roupas com fabricação própria e exclusiva.

O negócio deu certo e, então, ela diz que foi percebendo que poderia ajudar outras pessoas a consolidarem suas marcas e resolveu fazer um evento e reunir todas as lojas virtuais de empreendedoras de Rio Branco que não tinham lojas físicas para um bate-papo.

A ideia era mostrar para outras mulheres que todas tinham o poder de vender e ter sucesso criando e mostrando seus produtos de fabricação própria. “A gente criou um evento em 2018 chamado “Universo 68”, que reunia lojas colaborativas.

O evento deu super certo, a gente reuniu várias empreendedoras, no total 16, e, de 2018 para cá, já fizemos nove edições, com um o número maior de participantes.

No último, 35 pessoas participaram

No total, no grupo, temos 65 colaboradores, porque é rotativo e, às vezes, nem todo mundo pode ir nos encontros.” Terrários. As plantas em geral e até trabalhos em macrame podem ser encontrados na loja Arquivo pessoal .

Assim sendo a sócia, Ingrid, que é acadêmica de engenharia civil, diz que a paixão por plantas ornamentais vem desde criança e que. O mesmo fazendo faculdade, o sonho de ter uma loja de plantas ornamentais sempre foi uma amigas realidade.

“Eu só fazia por hobby, por encomenda, com o tempo fui vendo a necessidade de receber meus clientes e ter um espaço para poder ter várias peças disponíveis. Embora não só eu como os outros participantes do grupo, porém, nem todo mundo tem uma condição financeira de abrir uma loja.

Com o tempo, a partir da primeira feira, fui vendo que era aquilo que eu queria e fui economizando, já sabia o que eu queria fazer um espaço”, conta.

Foi quando ela e Raryka se juntaram e viram que tinham um sonho em comum, que era montar uma loja e ajudar os demais pequenos empreendedores locais.

Vimos que tínhamos ideais iguais, ela falou que também queria um espaço e a gente se juntou e começou a pesquisar na internet e vimos modelos de lojas colaborativas. Sendo que tinham lá para fora e decidimos criar uma meta de abrir essa loja.

Marcas profissionais locais

Na loja, é possível encontrar plantas, roupas, artigos para decoração entre outros Maurício Brasil/Rede Amazônica Acre Ajudar. Embora empreender e conectar.

Foi então que veio a ideia de montar a loja com várias marcas de profissionais locais. Assim sendo a maioria com produção própria para valorizar o mercado local. “Isso é muito bacana, esse é o nosso foco, ajudar as pessoas a terem um público maior e um espaço para receber os clientes amigas.

A jovem empreendedora diz ainda que desde o início o evento já começou com a pegada de conectar pessoas e incentivar o empreendedorismo local.

“Nosso foco não e só vender, é ajudar o próximo a se consolidar não só vendendo um produto, mas fidelizar uma marca, realizando sonhos.