Publicidade - OTZAds

Saiba o que afeta o cálculo dos custos de um empréstimo ao consumidor. Você não deve apenas prestar atenção à taxa de juros. Que outras cobranças existem? Continue lendo e descubra neste artigo a resposta a essa e outras perguntas.

Ao pedir dinheiro, você deve saber calcular os custos de um empréstimo ao consumidor. Você terá que considerar qual é a taxa de juros que pode ser aplicada e quais outros encargos existem. Como saber se é adequado ou não? Com essas informações você pode evitar surpresas e transtornos no futuro, por isso é tão importante. Calcule os custos de um empréstimo ao consumidor passo a passo:

O principal é saber o que influencia o valor final do empréstimo:

  • Taxa de juros: é a soma em dinheiro que o banco cobrará pelo empréstimo.
  • Taxas de cancelamento (total ou parcial): quanto você terá que pagar caso queira cancelar o crédito antes de finalizar, total ou parcialmente.
  • Outras despesas: podem ser despesas de seguro ou de processamento.
  • Período de amortização: por quanto tempo eles lhe emprestarão o dinheiro.
  • Montante da mensalidade: quanto deverá pagar entre capital, juros, seguros e todas as despesas associadas.

Levando essas informações em consideração, você pode calcular o custo de um empréstimo ao consumidor, mas lembre-se sempre que além de poder calcular o valor total do empréstimo, precisa se informar também sobre cada um deles detalhadamente, para ter certeza que não somente o valor lhe convenha, mas também que preencha suas necessidades.

Taxa de juros

As taxas aplicadas pelas instituições financeiras ou bancos variam de acordo com o produto que oferecem, por isso é necessário verificar qual deles será utilizado no seu empréstimo. Por exemplo, as taxas de um empréstimo para pequenas empresas não serão iguais às de uma grande empresa.

Dependerá também do valor solicitado e aprovado, bem como do tempo que levará para devolvê-lo. Suas informações como pagador também podem se tornar um variante.

Seguro

Eles são adquiridos gratuitamente pelo cliente. Os mais conhecidos são os de socorro, desemprego e vida. O único obrigatório é o da redução de impostos.

Outros gastos

Sempre há impostos e despesas operacionais. Em geral, os primeiros correspondem a 0,8% do valor solicitado e os segundos variam entre mil e dois mil reais.

Em muitas instituições financeiras, eles têm simuladores de crédito onde você pode ver as diferentes alternativas, mas esse processo pode ser um pouco tedioso, então é aconselhável usar um comparador de todas as entidades. Desta forma, no site Bompracrédito você pode comparar a taxa dos diferentes licitantes, bem como as outras cobranças simultaneamente, com mais de 30 opções de financeiras.

Obtenha a melhor opção agora que você já pode calcular os custos de um empréstimo ao consumidor e não seja enganado com taxas de juros altíssimas.