O Financiamento Estudantil  universitários é uma excelente decisão a ser tomada hoje em dia, pois a longo prazo, isso poderá abrir muitas portas e oportunidades para o seu crescimento pessoal.
Muitos bancos e companhias financeiras estão cada vez mais expandindo seus serviços de crédito, isso porque houve uma crescente demanda por este tipo de financiamento no Brasil nos últimos anos. E é isso esse tema que queremos tratar hoje.

Você está pensando em fazer faculdade, mas infelizmente está com falta de dinheiro? Um financiamento estudantil pode ser a solução para você.

Talvez  você não tenha conseguido entrar na universidade pública ou quem sabe tem dificuldades para pagar uma faculdade particular, não desista do seu sonho! Atualmente existem oportunidades que podem ajudar, e muito você realizar esse sonho em sua vida.

Com o avanço da sociedade, cada vez mais instituições privadas do Brasil inteiro estão oferecendo vantajosos programas de financiamento para cursos de todas as áreas, porque entendem que isso realmente seja importante.

Portanto, com esses programas de financiamento estudantil, dá para estudar com tranquilidade e se preocupar com o pagamento só depois de formado.

Veja bem: hoje me dia, existem programas de vários tipos. Alguns arcam com uma parte das mensalidades e outros podem pagar até 100%. Além disso, o que importa é que todos eles dão uma bela força para que você conquiste o diploma universitário!

Financiamento Estudantil 30-03-2020

A seguir, saiba  o que é um financiamento estudantil, quais são as principais oportunidades do mercado e como conseguir o seu benefício!

O que é um financiamento estudantil?

Em linhas gerais, podemos dizer que o financiamento funciona basicamente como um empréstimo. Dessa forma,  o estudante assina um contrato com alguma instituição (normalmente, um banco), que se compromete a pagar a mensalidade do curso, ou pelo menos uma parte dela.

É importante dizer que fazendo isso, o estudante, então, estará adquirindo uma dívida, que precisará ser paga mais adiante.

Esse é o funcionamento geral do financiamento estudantil, no entanto, é importante ressaltar que os modelos variam. Em muitos desses modelos, só precisa começar a pagar a dívida depois de concluir o curso. As taxas de juros e os prazos para pagamento podem ser diferentes, dependendo do programa de financiamento.

 

Financiamento Estudantil 30-03-2020

Uma dica preciosa para você estudante: antes de você assinar qualquer contrato, é muito importante prestar atenção em todos esses detalhes para não ser pego de surpresa na hora de quitar a dívida, não tenha preguiça de ler seu contrato!

Depois do Governo Dilma, os programas de financiamento vêm se expandindo no ensino superior. Existe um grande programa governamental (o FIES) e também muitos programas privados, desenvolvidos pelas próprias faculdades.

Como conseguir um financiamento estudantil?

Vamos explicar alguns programas famosos em todo o Brasil sobre financiamento estudanti e como eles realmente funcionam no Brasil.

O programa mais famoso: FIES e P-FIES

O FIES é o  Fundo de Financiamento Estudantil  que é hoje em dia o programa de financiamento de maior alcance em todo o Brasil. Ele foi criado em 2001 pelo Governo Lula, através do Ministério da Educação (MEC) para facilitar a entrada de estudantes de baixa renda no ensino universitário. O benefício é válido para cursos presenciais de faculdades particulares.

De alguns anos para cá, no Goveron Dilma, entrou também em vigor a modalidade Programa de Financiamento Estudantil (P-FIES). A diferença básica é o nível de renda exigido para participar, conforme você vai ver em seguida.

Quais são as principais regras? Vejam só: um dos requisitos para solicitar um desses financiamentos é se encaixar no perfil de renda bruta mensal. Para optar pelo FIES, ela deve ser de até três salários mínimos por pessoa. Para o P-FIES, deve ser de três a cinco salários mínimos por pessoa.

Vale lembrar também, outra exigência do Governo  é ter prestado o Enem (qualquer edição a partir de 2010) e obtido pelo menos 450 pontos na média geral das provas, com nota acima de zero na redação.7

Processo de inscrição financiamento estudantil

Não tem mistério, muito simples e prática. A inscrição é feita exclusivamente online pela internet. No período determinado, o candidato deve acessar o site oficial e responder a um questionário socioeconômico, informar CPF, data de nascimento, e-mail, CPF dos componentes do núcleo familiar maiores de 14 anos e a renda bruta mensal de cada um deles, quando tiverem.

Logo em seguida, deve escolher, em ordem de prioridade, três opções de curso entre as vagas disponíveis. Durante o período em que as inscrições estão abertas, o candidato tem a oportunidade de mudar suas opções.

Processo de seleção do Financiamento Estudantil

Caso o candidato seja pré-aprovado, deve complementar sua inscrição no site, validar as informações junto à faculdade e ir ao banco assinar o contrato.

A dívida adquirida só tem que ser paga depois da conclusão do curso, em muitas parcelas. A taxa de juros varia de acordo com o contrato assinado.

Fica a dica: muitas faculdades particulares brasileiras de renome já aderiram ao FIES e ao P-FIES. Entre elas, destacamos algumas que contam com grande estrutura e boas avaliações do MEC:

Outras opções de financiamento estudantil

Onde conseguir um financiamento estudantil em banco privado? Sem dúvida, esta também éu uma das grandes dúvidas entre muitos estudantes.
Nós falmos citar aqui uma boa opção: que é o Financiamento estudantil do Santander.
Essa modalidade funciona por meio do Credi Universidade, o estudante consegue um empréstimo para comprar materiais e computadores. Para solicitar o crédito é necessário ser correntista Santander e ir até um agência para fazer uma análise de crédito. Você também consegue financiar cursos de pós-graduação e MBAs.

Para quem ainda não sabe, o Banco Santander é um destes bancos, que possui uma proposta de crédito universitário muito interessante, e que é muito válida de ser conferida abaixo, no decorrer deste artigo.

E por fim, vale ressaltar que contratar o financiamento de um estudo universitário, é uma aposta a largo prazo, pois os resultados prometem um ótimo resultado com muitas portas abertas para possibilidades de trabalho.

Enfim, gostou? Então deixe seu comentário, ou compartilhe esse conteúdo com amigos que gostariam de fazer um financiamento estudantil, porém, não sabem por onde começar!

Ou se quiser ler outros conteúdos com este tema de financiamento, clique aqui e confira matérias especiais.

Fonte: FIES