Publicidade - OTZAds

Nesta quarta-feira, 5, representantes do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), estiveram com governo na sede da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec).

Afim de assinar  uma reunião com Lutfala Bitar, presidente da instituição, e membros da diretoria do órgão.

Na ocasião, o gerente executivo do Instituto, Anderson Santos, e o consultor Alberto Rogério da Silva, trataram do alinhamento da participação do governo estadual na Expo & Congresso Brasileiro de Mineração – Exposibram 2020,

Governo Quer Atrair Investimentos Para O Setor Mineral Na Exposibram 2020, Em Belém 21 de fevrereiro de 2020

Entretanto ,considerado um dos principais eventos de mineração da América Latina, que será realizado na capital paraense.

Assim, entre os dias 24 e 27 de agosto de 2020, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.

De acordo com o gerente de Relações Institu

cionais da Codec, Evandro Diniz, o evento trará grandes empresas ao Pará.

Visto que  o caracteriza como um dos mais importantes ambientes para atração de investimentos para o Estado, em razão do grande volume da produção mineral paraense.

Mineroindustrial

No próximo dia 17, em um novo encontro, com a presença de representantes do Governo do Pará e do setor mineroindustrial do Estado.

Decerto será na sede da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), serão definidos os detalhes.

Os técnicos do evento que, segundo a organização, deve conectar mais de 55 mil pessoas, entre empresários e representantes de instituições privadas e governamentais de todo o país.

Carlos Ledo recordou que, em setembro deste ano, o governador do Pará foi convidado e fez questão de participar da abertura da Exposibram 2019.

Bem que Belo Horizonte,mobilizou 490 estandes, 26 países, 1.300 inscritos no Congresso Brasileiro de Mineração.

Sobretudo foram nada menos do que 55 mil participantes circulando pela Expominas, o Centro de Exposições de BH.

O Governo do Pará participou com destaque da edição mineira, levando servidores públicos estaduais, entre geólogos e engenheiros de mina, com expertise na prospecção de novos investimentos.

Assim sendo, atração de negócios e projetos para a economia estadual, sempre com o foco na verticalização das nossas riquezas minerais.