Mesmo com os alertas para não haverem aglomerações por conta de coronavírus, pessoas fazem manifestação pelo Brasil. Presidente participa e divulga em rede.

Publicidade - OTZAds

Neste domingo (15), pessoas foram às ruas em manifestação pró-governo Bolsonaro. Mesmo depois de ter recomendado o adiamento das manifestações na última quinta-feira (12), por conta da expansão dos casos de coronavírus no país pelas principais capitais. O presidente Jair Bolsonaro deixou do isolamento do vírus e participou das manifestações que aconteceram em Brasília.

Na sua conta do Twitter, o próprio presidente compartilhou vídeos sobre os atos. O primeiro mostra motoqueiros vestindo camisas em alusão ao Brasil em Belém e Pará. Os vídeos foram  publicado originalmente pelo deputado federal Éder Mauro (PSD-PA), com a hashtag #BolsonaroDay. Bolsonaro também uma live no seu perfil do Facebook.

Mesmo com o alerta sobre o coronavírus, presidente participa de manifestação

Por volta de meio-dia, o presidente seguiu do Palácio da Alvorada para a Esplanada dos Ministérios via comboio presidencial. O carro presidencial foi seguido por apoiadores do governo em forma de passeata, no Eixo Monumental do Distrito Federal em direção ao Estádio Nacional.

Manifestantes ignoram recomendações

No estado do Rio de Janeiro, os manifestantes que ignoraram os pedidos para evitar aglomerações se reuniram na praia de Copacabana, em um espaço de cerca de um quarteirão. A maioria dos presentes eram idosos. A faixa etária mais suscetível às consequências do novo coronavírus.

“Desculpa, Jair, mas eu vou”

Na quinta-feira, dia 12, através de um pronunciamento oficial e em meio às suspeitas de que havia contraído o coronavírus, Jair Bolsonaro sugeriu que fossem adiadas as manifestações.

Mesmo com o pedido, apoiadores do presidente deram início nas redes a um movimento “Desculpa, Jair, mas eu vou”. Convocando a população irem às ruas para as manifestações pró-governo em meio ao risco de disseminação do coronavírus entre as pessoas.

De acordo com o último levantamento que o Ministério da Saúde disponibilizou neste sábado, 14, o Brasil tem, neste momento, 121 casos de pessoas confirmados com o coronavírus, e outros 1.496 casos suspeitos. São Paulo é o estado no topo do ranking com 65 casos confirmados.

Para mais informações, acesse.