As condições mudaram e você deseja refinanciar um empréstimo hipotecário? É possível? Este artigo lhe ajudará a encontrar as respostas para todas as suas perguntas sobre produtos financeiros. Lembre-se que quando se trata de empréstimos, informação nunca é demais.

Sim, é claro que você pode refinanciar um empréstimo hipotecário. Ou porque a situação do país mudou e as taxas bancárias são diferentes, ou a sua situação pessoal é diferente e agora você pode pagar um valor que difere do anterior. Para qualquer uma das opções, você deve saber como fazê-lo e o que considerar.

Continua apos a publicidades

O objetivo do refinanciamento de um empréstimo hipotecário é modificar a estrutura e as condições de pagamento para adaptá-las às suas necessidades. Ou seja, é pedir um novo empréstimo para saldar outro e continuar pagando, com um contrato diferente.

Por que refinanciar um empréstimo hipotecário?

O normal é que o refinanciamento aponte para redução da mensalidade e rebaixamento da taxa de juros, permitindo que você pague o empréstimo em um prazo mais longo. O objetivo é adaptar o reembolso do empréstimo à sua renda real para que não seja difícil de pagar, mas existem outras razões pelas quais você pode refinanciar um empréstimo hipotecário:

Continua apos a publicidades
  • Ajustar o prazo da hipoteca, seja para aumentar ou para reduzi-lo;
  • Reduzir a taxa de juros;
  • Mudança de uma taxa de juros variável para uma taxa fixa;
  • Receba dinheiro semelhante ao valor já pago;
  • Reduza o pagamento mensal.

Isso vai depender de mudanças no nível do país, por exemplo, uma queda nas taxas ou da sua situação pessoal: você conseguiu um emprego melhor ou sua situação é diferente de quando você fez o empréstimo e está sendo difícil para você fazer frente à dívida.

Quando é a hora de refinanciar um empréstimo hipotecário?

Algumas das coisas que você deve considerar são:

Projeção de receitas e custos pessoais

Se sua renda permanente aumentou ou diminuiu, considere um refinanciamento. Lembre-se de que o pagamento de dividendos deve ser próximo a 25% de sua renda mensal.

Compare o Custo Anual Equivalente (CAE) e selecione o mais baixo

O CAE é o indicador que, expresso em percentagem, representa o custo de um empréstimo ao longo de um período de tempo. Esse valor é expresso como uma porcentagem e foi criado para converter produtos financeiros em produtos fáceis de comparar para os usuários.

Continua apos a publicidades

Não se esqueça dos custos operacionais

Se você refinanciar com o mesmo banco, pagará apenas pela atualização do contrato e taxas de cartório. Se for refinanciar em um novo banco, considere também o valor do registro no Cartório de Registro de Imóveis, o custo da avaliação e o Imposto do Selo e do Registro.

Que documentos precisa para refinanciar um empréstimo hipotecário?

O refinanciamento da hipoteca pode ser feito na mesma instituição onde solicitou o primeiro empréstimo ou em qualquer outra. Quanto aos documentos, considere que está estabelecendo um novo empréstimo com condições diferentes. Em geral, isso o levará pelo mesmo processo de aprovação da hipoteca anterior, porém, depende da instituição que o concede. Provavelmente, você precisará enviar:

  • Histórico de pagamento do crédito anterior.
  • Credenciamento de sua renda e histórico de empregos.
  • Avaliação da casa para confirmar seu valor de mercado atual.

Há momentos em que algumas entidades oferecem aos seus clientes uma série de vantagens adicionais no refinanciamento de um crédito hipotecário e permitem-lhes alterar as condições iniciais, bem como baixar os juros ou autorizar o cancelamento da dívida com um pagamento excepcional.

Portanto, analise bem a situação e não tenha pressa, você pode refinanciar seu crédito hipotecário, mas sempre compare as opções. Nesse caso, você terá que ir diretamente às entidades para ver o que elas oferecem, pois, não é um empréstimo normal, mas é bom que tenha uma ideia geral de como estão as taxas e o CAE.