O empréstimo para financiamento de uma moto pode ser uma boa solução para quem não pode mais andar a pé e está sem dinheiro. Principalmente, se for uma moto sem entrada.

Hoje nós separamos mais uma matéria especial que certamente vai ajudar você que está procurando por melhores condições financeiras em negociações.

Financiar moto zero vale a pena?

Ter o seu próprio veículo é uma necessidade básica de muitos brasileiros, já que o transporte público deixa a desejar em algumas cidades.

Comprar uma moto é uma alternativa que tem sido buscada por muitas pessoas. Mas quando falta aquele dinheiro para dar a entrada, vem a pergunta: é possível fazer um financiamento de moto sem entrada?

Pode se alegrar, pois a resposta é sim!

Mesmo que não seja um processo fácil encontrar revendas e financeiras que façam, já existem muitas que estão dispostas a facilitar para não perder os clientes. Com calma e uma boa pesquisa, você vai encontrar a solução para este problema.

Financiamento de Moto sem Entrada

Antes de qualquer coisa é importante que você esteja munido de todos os documentos necessários para solicitar um financiamento de moto sem entrada.

Em primeiro lugar, é preciso colocar em evidência que comprar um veículo sem pagar entrada não costuma ser a melhor opção. Esse método pode onerar consideravelmente as parcelas em relação aos juros.

Porém, em alguns casos, o comprador precisa da motocicleta com urgência e não pode esperar para juntar recursos e realizar uma entrada. Nesse caso você também tem a opção de fazer um empréstimo para comprar moto.

Se precisar de ajuda, consulte nossa calculadora!

Mas, o que iremos falar aqui é basicamente de métodos que existem no mercado, que por sua vez,  viabilizam a compra de uma moto nessas condições: o financiamento, o consórcio e o leasing.

Cada um desses métodos têm suas vantagens e desvantagens, e cabe a você decidir qual se adequa melhor às suas necessidades!

Moto Honda sem entrada – como fazer?

É uma pergunta que tem muitas possibilidades de respostas: você realmente sabe quanto custa ter uma moto nova da Honda?

Vamos  falar de comprar moto Honda sem entrada e considerar um modelo atual e das versões mais sofisticadas da marca: a CG 160 Start. Essa moto pode lhe custar parcelas de R$ 151, sabia? Se você não acredita, descubra como simular o financiamento da Honda!

Ao simular o financiamento sem entrada, normalmente as parcelas ficam em R$ 151 se você optar pelo prazo de pagamento de 80 meses. Ele pode adquirida através do Consórcio Nacional Honda.

E o melhor é que a simulação é prática e intuitiva no site oficial da Honda.

Outra forma de comprar sua moto Honda sem entrada é através do consórcio que é uma maneira de comprar produtos de alto valor de forma parcelada.

Ele tem semelhanças com um empréstimo bancário, mas tem diferenças também. No caso da Honda, existe o Consórcio Nacional Honda.

Ele funciona assim: o consorciado opta por um prazo de pagamento e paga parcelas mensais até o fim do contrato. Depois, retira a carta de crédito ou o bem desejado, que no caso da Honda, pode ser moto ou carro.

moto sem entrada

Moto Yamaha sem entrada – como fazer?

Compra a Moto Yamaha também não é tão complicado, mas é preciso ter atenção aos detalhes de seus juros e taxas a longo prazo.

A Yamaha, assim como a Honda, tem uma planilha do seu consórcio que está disponível na internet e mostra que as taxas se alteram conforme os prazos de pagamento.

Para você ter uma ideia como a transação é bem simples e acessível. A taxa mensal de administração varia entre 0,2% ao mês a 1,5% ao mês.

Já o fundo de reserva com a Honda ou a Yamaha,  também varia e fica entre 0,02% e 0,125% ao mês. Vale considerar que na hora de solicitar um financiamento na Yamaha, os prazos possíveis são de 12, 25, 36, 50, 60, 72 e 80 meses.

Vantagens da Moto Yamaha

É uma das queridinhas do brasileiro que adora velocidade. A Yamaha possui um dos melhores valores de aquisição do mercado, assim como também investe em tecnologia alta para subir seus modelos de categoria.

Quem já conhece a marca deve estar atento aos lançamentos de motos 2020, pois a Yamaha promete muitas novidades para o seu público.

A Yamaha é sempre referência quando o assunto é motocicleta e você vai perceber que essa aquisição vale a pena. Os modelos são completos e muito confortáveis.

Desvantagens da moto Yamaha

Nem tudo é perfeito, não é verdade? Veja agora as principais desvantagens para quem opta pelos modelos de comprar moto zero Yamaha.  Quando o assunto é assistência, a marca deixa muito a desejar, pelo menos é o que diz a pesquisa de mercado.

Além disso, outra coisa é que a marca possui um valor de assistência bem salgado, a Yamaha costuma ter um custo um tanto caro para as peças de diversos modelos de motocicleta.

Contudo, para decidir realmente qual a melhor marca, você, caro leitor e comprador, deve comparar os aspectos de cada um às suas prioridades como proprietário.

moto sem entrada

Você vai precisar apresentar os seguintes documentos:

– RG

– CPF ou CNH

– Comprovante de renda (contracheque ou extrato bancário)

– Comprovante de residência (não anterior a 3 meses)

E qualquer outro documento que a financeira ou concessionária solicitar.

Onde fazer um empréstimo para comprar moto zero?

Comprar moto zero será sempre um desafio, e fazer um empréstimo para comprar sua moto será será maior ainda.

Existem algumas opções interessantes no mercado, porém, nós queremos indicar sempre as mais seguras. Portanto,  sempre com uma taxa de juros menor e que caiba no seu bolso.

Se você for pegar realmente um empréstimo, recomendamos que você faça simulações online, de preferência no banco em que você já for cliente.

Caso ainda não tenha conta em banco, recomendamos simulações online nas seguintes instituições financeiras: Banco Itau, Bradesco e Santander, todos tem condições acessíveis.

Seu nome não está limpo para bancos tradicionais? Nós do portal da Digital Seguro, recomendamos então que você faça um pesquisa na Crefisa, que é uma empresa que trabalha com negativados.

Mais informações sobre financiamento ou empréstimo? Clique aqui.

E para fazer seus próprios cálculos, conheça nossa calculadora de juros online.