O governo autoriza, nesta terça-feira (03) a venda de 35 imóveis de propriedade da União no Mato Grosso do Sul, Paraíba, Espírito Santo e Rio de Janeiro.

Assim sendo as portarias da Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União, vinculada ao Ministério da Economia, foram publicadas no Diário Oficial da União desta segunda-feira. Portanto segundo governo autoriza as regras, os imóveis serão vendidos por meio de concorrência pública.

Continua apos a publicidades

Do total de bens anunciados, 30 são terrenos localizados em Campo Grande, que variam de 416 a 480 metros quadrados. Embora os outros três imóveis, sendo dois prédios e um terreno, estão em João Pessoa.

Também foram incluídos para venda um prédio no município de Cachoeiro do Itapemirim (ES) e um casa na cidade de Engenheiro Paulo de Frontin (RJ). A expectativa do governo federal é arrecadar até R$ 7 milhões com os leilões.

Continua apos a publicidades

Governo Autoriza Venda De 35 imóveis Da União No Espírito Santo e Em Outros Dois Estados 03 de março de 2020

Em suma em uma postagem no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro disse que a iniciativa faz parte de um esforço de redução de gastos públicos.

“O objetivo é acabar com o abandono deixado por governo autoriza anteriores e reduzir a monstruosa dívida pública”, tuitou.

Imóveis do tráfico

Na última sexta-feira (28), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, já havia anunciado, também no Twitter. Logo que esse total de 612 imóveis confiscados do tráfico de drogas irão a leilão em breve para recuperação.

Continua apos a publicidades

As informações detalhadas sobre os imóveis foram divulgadas pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) e incluem apartamentos, sítios, terrenos, prédio, lotes, chácaras, fazendas, galpões, em diferentes regiões do país.

Segundo Moro, 612 imóveis oriundos do tráfico de drogas irão a leilão em breve.

Entre os imóveis é possível encontrar apartamentos, sítios, terrenos, prédio, lotes, fazenda e galpões em todas as regiões do país.

Todo o patrimônio confiscado do tráfico está apto à venda imediata pela Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União.