Segundo dados da ANP, em consequência da expansão do coronavírus preço do petróleo vem despencando cada vez mais no mercado internacional.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), divulgados na última sexta-feira (20), a produção de petróleo no Brasil caiu 6,2% em fevereiro se comparado a janeiro desse ano. Em média foram produzidos diariamente cerca de 2,971 milhões de barris de óleo no mês passado.

Os preços do petróleo vêm despencando no mercado internacional por conta da pandemia de coronavírus.

Continua apos a publicidades

Produção de petróleo caiu 6,2% no país em fevereiro segundo ANP 22-03-2020

A produção do volume de gás natural no país, teve recuo de 6,5% em fevereiro. Uma média de 129,8 milhões de metros cúbicos diários (m3/dia). Desse modo, a produção de óleo e gás teve um total de 3,788 milhões de barris diários de óleo equivalente (BOE/dia). Isso representa uma queda de 6,2% ante janeiro.

Continua apos a publicidades

No total do país, a Petrobras ficou com 72,3% da produção, seguida da Shell (12,4%), Petrogal (3,4%), Repsol Sinopec (2,4%) e Equinor (2%).

Petrobras

Só na Petrobras, a produção de petróleo Brasil caiu 7,8% em fevereiro, em relação à janeiro. A empresa teve em média uma produção no país de 2,138 milhões de barris diários de óleo no mês. Já o volume de gás natural diminuiu 5,9% nessa mesma comparação, para uma média de 95,5 milhões de metros cúbicos diários (m3/dia).

A produção de óleo e gás da estatal totalizou 2,739 milhões de barris diários de óleo equivalente (BOE/dia) em fevereiro, o que representa uma queda de 7,5% ante janeiro. Apesar da queda, o volume ainda está acima da meta definida para o ano de 2,7 milhões de BOE/dia.

Continua apos a publicidades
Na divulgação dos resultados referente ao ano de 2019, a Petrobras informou que a produção da empresa no primeiro trimestre, seria afetada por conta de paradas de manutenção nas plataformas.

Preços nas refinarias

Na quinta-feira (19), a Petrobras confirmou um corte de 12% no preço da gasolina e de 7,5% no do diesel em suas refinarias. Por consequência, nesse ano o recuo da gasolina soma 30,1%. E preço do óleo diesel acumulou queda de 29,1%.

O corte nos preços dos combustíveis está acontecendo em um momento em que as cotações do petróleo estão tendo forte queda por consequência da expansão da pandemia de coronavírus no mundo e a desaceleração da economia global.

Nesta semana, o valor de referência nos EUA, do petróleo WTI, registrou perda de 29%, a mais acentuada desde o início da Guerra do Golfo em 1991. O petróleo Brent, enquanto isso, cedeu 20%. Ambos os contratos de referência acumulam quatro semanas seguidas de quedas.

Para mais notícias, acesse.